0
0
Subtotal: 0.00

Nenhum produto no carrinho.

Cuidar da Pele Com Cannabis?

Canabidiol, um ingrediente vibrante. Alguma vez ouviu falar? E o termo CBD, é-lhe familiar? Se não, a partir de hoje isso mudará. Falamos de um composto da planta da cannabis que não provoca efeitos tóxicos ou alucinogénios no nosso organismo, podendo deter um efeito medicinal e terapêutico sobre o mesmo.

Associado à regulação do nosso humor, o CBD está associado à diminuição de sintomas ligados à ansiedade, uma vez que detém componentes capazes de modular a resposta dos nossos neurotransmissores – dopamina e serotonina –, promovendo o nosso bem-estar por meio do seu efeito ansiolítico e antidepressivo. De acordo com várias pesquisas, e segundo o médico brasileiro Mohamad Barakat, óleos que resultem desta planta possuem uma elevada ação neuroprotetora, melhorando a nossa qualidade de vida e auxiliando-nos também em problemas relacionados com o sono, tratando a insónia.

CBD e a beleza da nossa pele

Ao longo dos últimos tempos, o canabidiol tem sido presença assídua em artigos de beleza e de bem-estar, desmistificando-se questões menos positivas e recomendáveis que a ele pudessem estar associadas. Representando uma novidade na indústria de produtos para a pele, este ingrediente foi ganhando força, sendo qualificado de anti-inflamatório.

De acordo com as investigações científicas efetuadas para compreender a veracidade desses alegados benefícios, a cannabis apresenta, de facto, propriedades medicinais capazes de tratar a dor e a ansiedade, ao mesmo tempo em que desempenha um importante papel na área da beleza e do bem-estar.

O CBD constitui apenas um dos mais de 100 compostos diferentes que integram a essência da planta de cannabis. Porém, este não apresenta qualquer propriedade psicoativa, uma vez que não contém níveis suficientes da substância responsável por alterar as perceções da mente.

Frequentemente usado enquanto óleo e loção para tratar determinadas inflamações e diminuir a dor, o CBD está fortemente indicado como um potencial aniquilador de problemas de pele relacionados com a acne (apesar de serem necessárias mais pesquisas clínicas). Ainda assim, foi esta última possibilidade – que ficou comprovada em doses mínimas – que mais chamou a atenção das gigantes de beleza a uma escala mundial, tendo sido criado um sem-número de produtos que apresentavam na sua composição este ingrediente «milagroso».

Queimaduras solares, inflamações, rosácea e acne são alguns dos problemas de pele que, de acordo com várias pesquisas, conseguem ser reduzidos através do uso de CBD, graças a todas as suas propriedades anti-inflamatórias.

Ainda que tudo isto careça de muitos mais estudos, facto é que o óleo de semente de cânhamo – que contém CBD – é rico em nutrientes e está repleto de benesses que vão além do CBD por si só, contendo também clorofila, que trata a pigmentação, vitaminas A e E, que ajudam na redução de rugas, e flavonoides antioxidantes, que diminuem as influências negativas dos radicais livres que afetam a nossa pele.

A questão da legalidade

A legalidade da cannabis varia de país para país. Em Portugal, todos os produtos que não possuam THC (tetrahidrocanabinol) – substância que representa «a parte má» desta planta, uma vez que tem um efeito psicoativo no cérebro e no sistema nervoso central – são legais. Um produto que não contenha esta componente prejudicial, respeita a norma europeia e portuguesa, sendo, assim, legal, se detiver apenas o CBD, que é a substância saudável da cannabis.

Se estiver interessada em testar um destes produtos, fale com o seu dermatologista e tente compreender se esta será a melhor opção para o seu caso. Escolha sempre cosméticos de marcas confiáveis.


Já foi aprovada a primeira substância à base desta planta em Portugal.

Além das benesses para a pele, esta maravilha da Natureza está associada, de acordo com os estudos realizados, a um sem-número de benefícios para a nossa saúde, nomeadamente ao rejuvenescimento do cérebro, à diminuição da apneia do sono, à prevenção da diabetes, ao alívio da ansiedade, entre muitos outros.

A primeira substância em Portugal à base desta planta está agora disponível de forma totalmente legal. A empresa Tilray, pioneira mundial na investigação, cultivo, produção e distribuição de cannabis medicinal, acaba de receber autorização para disponibilizar aos doentes portugueses a primeira substância com esta componente para fins medicinais, em conformidade com a legislação portuguesa. A autorização de colocação no mercado foi emitida pela Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde – INFARMED, cujo rigor é reconhecido internacionalmente.

Em Portugal, a utilização de preparações e substâncias à base da planta da cannabis para fins medicinais está aprovada para várias indicações, nos casos em que se determine que os tratamentos convencionais não produzem os efeitos esperados, entre as quais, dor crónica (associada a doenças oncológicas ou ao sistema nervoso); espasticidade associada à esclerose múltipla ou a lesões da espinal medula; náuseas e vómitos (resultantes da quimioterapia, radioterapia e terapia combinada de HIV e medicação para a hepatite C) e estimulação do apetite nos cuidados paliativos de doentes sujeitos a tratamentos oncológicos ou com SIDA.

Ler Mais
Bem-estar

Outono, a Melhor Estação do Ano Para Dormir

De quantas coisas outonais passamos à espera o ano todo? Conseguimos contabilizá-las?...

Beleza

Body Combing: um Tratamento de Beleza Para as Amantes de Cristais

O mundo da beleza está totalmente voltado para um novo tratamento que...

Bem-estar

Cabelo à Prova de Outono

Chuva, vento e frio. Tudo isto comanda a estação fria e tudo...

Scroll to Top