BLACK FRIDAY: ON | Envios gratuitos para Portugal Continental em encomendas superiores a 150€

O verão está a chegar ao fim, e esta é a altura ideal para tentar colmatar os excessos cometidos nas férias. Abaixo, explicamos-lhe os primeiros passos a dar para manter a forma, mesmo depois da época balnear terminar.

Por onde começar?

É importante tentarmos criar um plano para passar à ação. Tal significa que devemos encontrar uma abordagem tão saudável quanto possível. O peso de uma determinada pessoa é a soma da sua massa muscular, da sua massa óssea (ossos), da sua gordura (tanto corporal quanto visceral) e dos seus órgãos. Dado que os dois fatores que tendem a variar mais são a massa muscular e a massa gorda, quando nos referimos ao tema «peso» estamos a referir-nos a esses dois fatores.

Quando nos concentramos na perda de peso, devemos considerar que perderemos gordura e músculo. Essa redução de músculo pode ser contraproducente, caso seja muito significativa ou prolongada. Por outro lado, no que diz respeito à perda de gordura, a verdade é que o impacto na escala poderá não ser tão elevado quanto provavelmente estaríamos à espera.

Apesar de tudo isto, o nosso corpo passa por todo um processo gradual de recomposição, fazendo com que percamos volume, facilitando o nosso objetivo: o de conseguir ter um corpo e uma silhueta mais definidos, através da diminuição da nossa gordura.

A importância da rotina

É, por isso, importante concentrarmo-nos no foco para atingir o que realmente desejamos. O ideal para alcançar a queima de gordura que almejamos é sermos regidas por uma rotina com exercícios compostos, que envolvam vários grupos musculares ao mesmo tempo (ou seja, exercícios de corpo inteiro), por forma a que seja possível um aumento do gasto calórico, que consequentemente conduzirá ao propósito inicial de uma maior eliminação de gordura.

Quais os melhores exercícios?

Tenha em mente alguns dos melhores exercícios para atingir este fim, como sejam os burpees, as flexões e os saltos de agachamento na caixa; os treinos de força; e os exercícios que geram o efeito EPOC (efeitos orgânicos que ocorrem com o intuito de restaurar o estado de equilíbrio do nosso organismo, passando pelo consumo de oxigénio após o exercício). Note-se que, através deste último, conseguimos continuar a queimar gordura após o término da sessão.

Lembre-se sempre de fazer uma avaliação funcional com um profissional certificado para que este a ajude a encontrar o melhor treino para si, sem negligenciar o seu bem-estar e de forma a ajudá-la a alcançar os seus objetivos de um modo seguro e progressivo.

Related Posts