Confinamento: Regras Mindful Para a Sobrevivência no Lar

Não se sinta só. Sem dúvida que, agora, estamos juntos! Não interessa a cor, a crença política, o estatuto ou a classe social, esta quarentena — seja ou não de quarenta dias — trouxe o sofrimento mas também o igualitarismo.

Portanto, ainda que nuns mais do que noutros, o misto de emoções que baila no nosso coração e nos aflige a alma é muito parecido. As nossas preocupações são similares: sobrevivência a todos os níveis! Estamos preocupados, simultaneamente, com o facto de a nossa saúde poder vir a ser afetada (e a saúde daqueles que amamos) e com o abalo económico que uma paragem global, deste género, possa originar na nossa vida.

Gerir todas estas emoções, mais a novidade de nos termos de relacionar uns com os outros numa só casa, vinte e quatro horas por dia, pode provocar picos de ansiedade, depressão e desentendimentos. Nesse estado alterado, a imunidade baixa. E, nós, não queremos isso.

É importante, então, saber ainda melhor o que fazer para que, dentro do seu lar, não deixe de fluir a energia do amor, da alegria e da esperança que, de forma mais direta do que imagina, influenciam o seu estado de saúde. É perentória a compreensão, o respeito e, na mesma proporção dos abraços e beijos (que ainda possa dar) a implementação de certas regras.

Aqui ficam algumas das dicas mais pertinentes a ter conta, por todos os que, agora, estão a partilhar o mesmo teto e as mesmas emoções.

UM DIA DE CADA VEZ!

Aceite, sem culpabilização, que não é fácil estar a lidar com estas preocupações confinada a um espaço que habitualmente é gerido de outra forma. É normal os níveis de tolerância e paciência baixarem. Não confunda isso com falta de amor ou de atração. Agora, mais do que nunca, planeie um dia de cada vez. E, se a sua situação for mais complicada, se o cansaço já estiver muito instalado em si e ao seu redor, planeie um grupo de horas de cada vez: de manhã planeie a tarde e só à tarde planeie o serão.

LEVANTAR CEDO.

Se puder, e dependendo das horas a que conseguiu adormecer na noite anterior, tente acordar no máximo entre as nove e as dez da manhã. Caso contrário, e ainda que possa estar a ter tendência para fugir à realidade, a sua disposição não será a melhor. Vá à janela, olhe o céu, inspire, expire e aproveite para agradecer o facto de estar viva e de ter dormido numa cama quentinha.

TOMAR O PEQUENO-ALMOÇO E ABANDONAR O PIJAMA!

Alimente-se bem e tome as vitaminas que necessitar e que agora se recomendam, mas nem pense em passar o dia todo de pijama ou tirá-lo apenas se tiver de fazer uma saída à rua. Proibido! Todos, em sua casa, devem começar por se «vestir», mesmo que seja um fato de treino. E, não há razão nenhuma para não cuidarem da vossa aparência. Ainda que nuns dias fiquem mais à vontade, noutros, se desejarem, deve haver a maquilhagem, o cuidar do cabelo, das unhas e daquilo que vos faz sentir bem, tal como, por exemplo, continuar a pôr perfume.

NÃO IR A CORRER VER AS NOTÍCIAS!

A menos que esteja à espera de algum aviso especial do estado que necessite de conhecer, para orientar a sua manhã. Guarde essa visualização somente para a hora de almoço ou para depois do mesmo. E evite ficar a ver, continua e sistematicamente, o que dizem sobre esta problemática, tanto na televisão como nas redes sociais. Fale com as crianças e jovens sobre isto, mas sempre de forma moderada, explicando que tudo passa e que, como estão a cumprir todas as regras, convosco vai correr tudo bem e que a vossa imunidade supera qualquer coisa (facto!).

DIVIDIR AS TAREFAS!

Mesmo que não sejam divididas em «partes iguais», as tarefas têm de ser repartidas. Caso contrário, quem tiver o monopólio das mesmas vai ficar muito fragilizado. E, se há amor, vai ter de haver essa compreensão: se um vai fazer o almoço o outro deve ir fazer as camas ou pôr a roupa na máquina, por exemplo. O primeiro a ver o lixo no chão deve ir limpar (não custa nada e depois sabe bem). É bom para todos e a mente agradece. A recompensa mental da entreajuda é feita através de hormonas e neurotransmissores ligados ao bem-estar. As crianças devem fazer o que podem, nem que seja evitar a desarrumação total, sendo responsáveis por arrumar alguns dos seus brinquedos. Não obstante tudo isto, evite o perfecionismo e seja tolerante com a imperfeição das tarefas alheias.

EVITAR OS CAPRICHOS ALIMENTARES!

Nesta fase, algumas das marcas que usamos na cozinha podem já ter os seus produtos esgotados, assim como esgotado também já pode estar quem prepara tantas refeições por dia! Por isso, é muito importante que haja boa comunicação, respeito e tolerância. Também já não se consegue ir rapidamente ao super/hipermercado comprar apenas um ingrediente ou dois. É tempo de se simplificar o modo de vida e a forma como a vivemos. Assuma isso como uma nova aventura na cozinha (e no resto) e divirta-se improvisando e reaproveitando os menosprezados «restos».

DIVISÃO DE ESPAÇOS!

As tarefas em conjunto podem e até devem ser proporcionadas, mas com conta e medida. Caso contrário a saturação vai crescer. Se durante um dia inteiro se reunirem, em paz, nos momentos de refeição e depois fizerem uma atividade conjunta, como jogar um jogo ou ver um filme, já será muito bom e não se perderá a harmonia. Obviamente que quem tem filhos pequenos vai ter de conseguir criar mais momentos em grupo (não há volta a dar) mas aconselham-se os pais a criarem ambientes e outros momentos onde os filhos consigam estar distraídos, para que os mesmos possam ter pausas de qualidade, seja para poderem continuar a trabalhar online, seja para fazerem outras coisas que serão essenciais ao seu equilíbrio mental, como ler, ver televisão, fazer exercício físico, falar com amigos, etc. Os casais devem respeitar a individualidade e o espaço de cada um. Não devem, mesmo, fazer tudo em conjunto. A reunião ao almoço pode ser uma altura boa para debaterem sobre as vossas atividades para a parte da tarde e noite.

FAZER, NO MÍNIMO, TRÊS OU QUATRO ATIVIDADES DIFERENTES POR DIA.

Claro que, quando gostamos de algo, o tempo passa mais depressa e, às vezes, sabe muito bem passar a tarde ou a noite a ver filmes, por exemplo. Muito mais numa altura destas em que nos sentimos tão desajustadas e meio perdidas. Porém, não é muito saudável que passe os dias a fazer a mesma coisa. Além das atividades obrigatórias que o lar nos oferece, tente intercalar com outras. Ou melhor: se esteve uma hora, ou mais, ao computador, faça uma pausa e vá ver um filme ou ler um livro. Depois disso, não veja outro filme ou leia outro livro de seguida. Vá fazer uma coisa diferente. Se esteve duas horas na sala, saia e mude-se para outra divisão «x» tempo, etc..

OBRIGATÓRIO EXERCITAR-SE!

Seja de manhã, à tarde ou mais à noite, independentemente daquilo que é usual aconselhar-se, faça exercício! Existem imensas plataformas digitais para ajudar. Estabeleça um horário diário para essa atividade, nem que seja meia hora por dia. O yoga pode ser o amigo perfeito para todos, devido ao facto de trabalhar a mente e o corpo, dando ênfase à respiração, ajudando a fortalecer os pulmões e a aumentar os níveis de imunidade no organismo. Na Internet também encontra programas de yoga para crianças. Talvez seja, similarmente, o momento de deixar de ser apenas uma curiosidade sua e de permitir que o seu corpo experiencie algumas práticas de relaxamento e/ou meditativas. Aqui, na Frederica, tem algo que a pode ajudar: os podcasts de meditação! Aproveite para ler sobre isso e desmistificar conceitos como o Mindfulness, por exemplo, cujas práticas podem ser, nesta fase, uma mais-valia para a sua saúde a nível geral.

INVISTA EM PROJETOS PESSOAIS OU EM NOVOS CURSOS ONLINE!

O que tem andado a adiar por falta de tempo? Agora, tendo uma boa gestão de atividades aí em casa, vai poder fazer um pouco daquilo que tanto tem adiado. Não pense se isso irá, ou não, ter algum sucesso no futuro. Se deseja e gosta, não desista e motive quem está consigo a fazer o mesmo. Dentro das limitações que tem no lar desenvolva o seu projeto pessoal! O que pode parecer insignificante ao dia de hoje pode ser importante amanhã. Mais do que nunca, temos a prova de que não controlamos assim tanto as coisas, como muitas vezes julgamos. O projeto pessoal também pode passar por se nutrir com mais conhecimento. Aproveite e procure alguns cursos online. Estudar novos temas vai trazer-lhe uma motivação diferente e mais força para superar esta provação.

Estes dias não vão ser fáceis. Mas com boa vontade, calma e persistência tudo irá correr melhor e passar mais depressa. Não se desligue dos afetos, das palavras bonitas e de sorrir para o sol cada vez que ele nasça. Estamos aqui consigo para a ajudar no que pudermos. Se desejar, fale connosco no Instagram @mindfulnessessencialesc, para expor as suas dúvidas sobre este tema e ter acesso também a uma meditação guiada no final. Até lá, força e boa disposição!


Vanda do Nascimento é terapeuta, formadora e instrutora de Mindfulness na Escola de Mindfulness Essencial, fundada por si em 2016. Começou, em 1997, a sua carreira como professora, ao licenciar-se em Educação. Nessa mesma data, também iniciou os seus estudos em Reiki, Meditação e Atenção Plena. Posteriormente, enveredou pelos caminhos da Psicologia e aprofundou, ainda mais, a temática do Mindfulness, de forma a continuar a sua luta no controlo do stress e da ansiedade.

Produtos Que Vai Gostar

€99,99
Título do produto
Sem reviews Sem reviews
€99,99
Título do produto
Sem reviews Sem reviews
€99,99
Título do produto
Sem reviews Sem reviews
€99,99
Título do produto
Sem reviews Sem reviews
€99,99
Título do produto
Sem reviews Sem reviews
€99,99
Título do produto
Sem reviews Sem reviews
€99,99
Título do produto
Sem reviews Sem reviews
€99,99
Título do produto
Sem reviews Sem reviews

Mais Artigos do Blog

Como Maximizar o Bronzeado com o Poder das Vitaminas e Minerais
Antes de pensar em estender a toalha ao sol, vamos considerar o papel fundamental das vitaminas A, C, E, além do Beta-caroteno, Licopeno e Cobre na preparação da sua pele...
Transforma a Tua TPM Conhecendo o Teu Corpo: a Análise de Uma Especialista Formada em Medicina Chinesa
A TPM é uma das razões que leva inúmeras mulheres, de todas as idades, a procurarem aconselhamento médico. Mas o que é que significa esta sigla que tanto ouvimos falar?...
Bronzeada e Protegida. Como Bronzear a Pele Rapidamente e em Segurança
Qualquer rainha do tom dourado sabe que, uma vez alcançado o bronzeado de sonho, de um modo saudável e seguro, há algo que não pode ser descurado: a sua manutenção....