0
0
Subtotal: 0.00

Nenhum produto no carrinho.

Será o Chocolate Afrodisíaco?

Ostras, morangos e chocolate. O que têm estes alimentos em comum? Alegadamente, o facto de serem afrodisíacos. Sim, afirma-se que todos eles são capazes de aumentar o nosso desejo sexual. Mas será verdade? Escolhemos tentar encontrar a resposta relativamente ao chocolate.

Desde sempre que associamos este alimento a características afrodisíacas, é algo que vem do passado da cultura ocidental. Porém, a verdade é que o chocolate é um dos alimentos mais complexos do mundo, sendo realmente difícil tentar compreender com exatidão todos os efeitos que este produz no nosso corpo. Sabe-se, sim, que este ingrediente contém flavonoides – antioxidantes pertencentes à mesma família do chá verde e do vinho tinto – e que, quanto mais escuro, maior é o seu poder antioxidante, algo que beneficia em larga medida a nossa saúde.

Em tempos, provou-se que o «doce do amor», como também o poderemos apelidar, produzia opiáceos naturais (substâncias precursoras de bem-estar) no cérebro. Esse dado poderá estar, também, ligado ao seu cariz afrodisíaco, apesar de não existirem certezas.

Os cientistas defendem que as qualidades afrodisíacas do chocolate se devem a alguns ingredientes químicos que este contém: o triptofano, componente da serotonina (substância química cerebral envolvida na excitação sexual) e a feniletilamina (também conhecida por «hormona da paixão»), que é libertada no nosso cérebro quando nos apaixonamos. Apesar disso, acredita-se que a quantidade destas substâncias no chocolate não é suficientemente significativa de modo a ter um efeito considerável no nosso desejo sexual.  

A maior parte dos estudos efetuados para tentar chegar a conclusões mais assertivas no tema do aumento da libido através do chocolate não comprova essa capacidade numa escala significativa. Soma-se, ainda, o facto de os pesquisadores acreditarem que esta qualidade que atribuímos a este alimento seja meramente psicológica, e não algo que se denote em termos físicos.

A boa notícia é que, mesmo que o chocolate não seja o impulsionador de desejo sexual que sempre nos tentaram vender, podemos continuar a usá-lo para dar um toque especial aos nossos encontros românticos – ele não deixará, nunca, de ser um alimento sensual. Por isso, não desista de oferecer ou de receber a tradicional caixinha de chocolates no Dia de São Valentim, porque, em boa verdade, não são os químicos que nos tornam mais capazes de amar e de fazer o outro sentir-se bem.

Encontre um bom motivo para fazer do chocolate aquilo que quiser – quando quiser. Disponível, na nossa loja online.

Ler Mais
Bem-estar

Como Ser Uma Pessoa Grata e Ter Uma Vida Mais Plena

Embora possamos ter a intenção de sermos gratas pelas coisas mais simples...

Bem-estar

O Que é o Namaste e Porque Deve Incluí-lo na Sua Vida

Expressa gratidão de uma alma para outra, é uma saudação carregada de...

Bem-estar

Gratidão: a Chave Para Ser Mais Saudável

Existe um elemento chave capaz de impactar de um modo inacreditavelmente positivo...

Scroll to Top