0
0
Subtotal: 0.00

Nenhum produto no carrinho.

Saber Respirar Com Pranayama

Pranayama. Parece uma palavra complicada, mas na prática serve apenas para descomplicar. De acordo com o conhecimento das antigas escrituras indianas, o termo simboliza a energia vital existente no Universo, que é absorvida pelos seres vivos através do ar que todos respiramos.

Simbolizando «prana» a energia da vida, tal significa que quanto mais este estiver presente na nossa essência, mais longevidade teremos. Por muitos, este conceito é interpretado como sendo uma energia espiritual que nos influencia a todos e que pode ser enfraquecida quando nos deixamos invadir por sentimentos de ansiedade. Ora, o pranayama serve, precisamente, para controlar essa vitalidade, através de técnicas de regulação de respiração consciente.

O pranayama contempla, assim, exercícios respiratórios, utilizados no yoga, que ajudam a manter a harmonia entre o corpo e a mente. Por mais importante que seja a respiração, a verdade é que acabamos por nos esquecer dela e não lhe dar a devida importância.

Uma atitude plena

Seja para acalmar o nosso sistema nervoso, seja para obter um resultado quase imediato de satisfação e de restabelecimento de energia, uma sessão de pranayama pode ser verdadeiramente útil. A longo prazo, praticando diariamente, é possível atingir uma maior autoconsciência e diminuir os níveis de stress.

O objetivo é concentrar-se nas qualidades interiores do corpo e concentrar-se no silêncio e na quietude, para que a partir daí seja possível alcançar o nível de tranquilidade que se pretende.

Semelhante à meditação, o pranayama representa, também, uma possibilidade de presença e de foco. Se é daquelas que diz que não gosta de meditar porque não consegue, simplesmente, atingir o estágio de «não pensar em nada», talvez o melhor seja começar com algumas técnicas de respiração, já que esses exercícios podem ser o começo para que, sem que se aperceba, consiga entrar num estado meditativo.

Os benefícios físicos

Enquanto respiramos, os músculos abdominais são ativados. Dessa forma, quando nos concentramos em determinadas partes do corpo, libertamos uma energia, ao mesmo tempo em que transpiramos, sendo esse um processo de queima de calorias. Esta possibilidade de perda de peso, através desta prática, foi também sugerida num estudo feito pelo International Journal of Yoga.

A nossa pele – especialmente a do rosto – pode também melhorar através desta prática, uma vez que quando prendemos a respiração, o corpo fornece oxigénio para as células daquele que é o maior órgão do corpo humano. A par disso, o efeito antioxidante destes exercícios previne também o envelhecimento precoce – rugas, sardas e manchas escuras.

Segundo entendidos na matéria, a respiração cria um elo entre a nossa mente e o nosso corpo físico, estimulando a nossa mente inconsciente. Alegadamente, o pranayama melhora a nossa capacidade de concentração, ajuda a tratar distúrbios do sono e a apaziguar a agitação dos pensamentos.

Diz-se, ainda, que através desta prática conseguimos aumentar o nosso sexto sentido e a nossa clarividência, desenvolvendo um maior potencial para tomar decisões e para agir de uma forma mais sensata.

A desintoxicação

Quando o yoga se une ao pranayama, é feita uma limpeza no nosso corpo, mente e espírito. Expirar não é apenas sobre expirar o ar, mas sim sobre expirar os resíduos tóxicos que ainda moram no nosso corpo físico e que nos prejudicam consideravelmente. Trata-se de um fenómeno natural (e inteligente) do nosso sistema, onde o que não contribui para o bom funcionamento do nosso organismo acaba por ser eliminado.

Desta feita, através de uma prática bem conduzida e frequente, as toxinas do corpo são eliminadas e fica mais fácil alcançar um maior estado de pureza a todos os níveis.

Como praticar o pranayama?

De acordo com o médico brasileiro Mohamad Barakat, esta é uma prática que, para surtir um efeito significativo, deve ser praticada todos os dias.

Comece por encontrar um lugar ao ar livre, em contacto com a Natureza, e reserve um tempo para se conectar novamente consigo e com o que a rodeia. Este não é um momento onde deva pensar nos problemas.

Relaxe, inspire e expire. Preparada para uma respiração anti-stress? Vista algo confortável, mantenha os seus olhos fechados, sente-se com a coluna direita e coloque as mãos no abdómen. Depois, inale o ar pelas narinas, projetando o seu abdómen para a frente e expire de uma vez só, expulsando todo o ar e puxando o umbigo para dentro. Repita o processo e sinta a mudança dentro de si.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Ler Mais
Bem-estar

Como Ser Uma Pessoa Grata e Ter Uma Vida Mais Plena

Embora possamos ter a intenção de sermos gratas pelas coisas mais simples...

Bem-estar

O Que é o Namaste e Porque Deve Incluí-lo na Sua Vida

Expressa gratidão de uma alma para outra, é uma saudação carregada de...

Bem-estar

Gratidão: a Chave Para Ser Mais Saudável

Existe um elemento chave capaz de impactar de um modo inacreditavelmente positivo...

Scroll to Top