Dores Menstruais Intensas – Será Normal Senti-las?

As cólicas menstruais podem assumir vários níveis de intensidade – podem, simplesmente, contrair-se sob a forma de um incómodo leve que dura apenas um dia, ou representar vários dias de uma dor insuportável que acaba por interferir nas nossas atividades diárias. As grandes responsáveis são as contrações uterinas, que acontecem imediatamente antes ou durante o início da menstruação. Mas o que torna estas cólicas mais severas para algumas de nós?

Normalmente, as dores menstruais surgem de forma latejante na parte inferior do abdómen. No entanto, em casos mais intensos, a dor pode irradiar para a região lombar e para a parte interna das coxas, podendo sentir-se uma certa pressão ou dor contínua e incómoda na área.

Durando dois a três dias, a verdade é que estas cólicas podem vir acompanhadas de outros sintomas, nomeadamente náuseas, fadiga, dores de cabeça e tonturas. Ainda assim, este tipo de cólica não deixa de ser a mais comum, acabando por passar com a toma de um analgésico. O problema acontece, justamente, quando um comprimido não é o suficiente para colocar termo a este problema.

Quais os sinais de cólicas menstruais mais intensas?

Este tipo de cólicas tende a começar mais cedo no ciclo menstrual e dura mais do que as cólicas típicas. De um modo geral, estas não melhoram com a toma de um analgésico sem receita médica e são de tal forma fortes que interferem sobremaneira nas atividades diárias da mulher, sendo frequentemente acompanhadas por sangramento intenso ou coagulação.

O que causa este tipo de dores?

Durante o período menstrual, o útero contrai-se para ajudar a eliminar o revestimento. Essas contrações são desencadeadas por substâncias semelhantes à prostaglandina (hormonas existentes em vários tecidos orgânicos). O que acontece é que, quando estas hormonas estão presentes em níveis mais altos, as cólicas menstruais tornam-se mais graves.

A causa da dor nem sempre é algo totalmente claro, já que algumas pessoas tendem a ter sintomas mais dolorosos sem um motivo em concreto. No entanto, noutros casos, esta condição pode representar um sintoma de um problema médico subjacente, nomeadamente a endometriose.

De acordo com o Healthline, a endometriose é uma condição que faz com que o tecido que normalmente reveste o útero cresça noutras partes do corpo, fora do útero, algo que resulta numa dor pélvica forte (o sintoma mais comum). A partir daí, outras problemáticas podem acontecer, designadamente:

  • Menstruação que dura mais de sete dias;
  • Menstruação mais pesada;
  • Síndrome do Ovário Policístico (distúrbio hormonal comum que afeta aproximadamente uma em cada dez mulheres em idade fértil);
  • Dores nas relações sexuais;
  • Movimentos intestinais dolorosos;
  • Dificuldades em engravidar.

Uma outra possível causa para as dores menstruais severas é a utilização do DIU hormonal (dispositivo de controlo de natalidade que é inserido no útero), sendo que este também pode causar períodos irregulares e sangramento menstrual intenso.

Como detetar a causa?

A melhor forma de conseguir compreender o que pode estar a desencadear um processo menstrual profundamente doloroso é marcando uma consulta com o seu médico, especialmente em situações em que as cólicas duram mais do que três dias.

Assim, fazendo uma revisão ao seu histórico médico e realizando um exame físico, poderá ser entendida a causa da dor. Em alguns casos, pode ser também importante e necessário realizar procedimentos que permitam fornecer uma visão detalhada dos órgãos reprodutivos ou até mesmo uma cirurgia para confirmar um possível diagnóstico de endometriose.

Não aceite dores que prejudiquem a sua qualidade de vida!

A verdade é que não precisa de passar por fortes cólicas menstruais, nem tem de permitir que estas interfiram no seu bem-estar e prejudiquem a sua capacidade de continuar a viver bem o seu dia a dia.

A par de tentar colmatar este problema com ajuda médica – algo que lhe traçará um plano fundamental para ultrapassar a questão – pode sempre seguir algumas das seguintes dicas:

  • Ainda que os analgésicos pouco possam fazem em casos de dor mais severa, não sendo suficientes para a eliminar completamente, se optar por tomar um destes medicamentos um dia antes de começar a sentir dores – Ibuprofeno, por exemplo – este poderá revelar-se mais eficaz. Pode, ainda, optar por tomar suplementos ricos em magnésio, ómega 3 ou vitaminas B-1 e B-6;
  • Coloque uma almofada de aquecimento na parte inferior do abdómen para obter um alívio da dor;
  • Pratique exercício físico (alguns estudos indicam que treinar 30 minutos três vezes por semana pode reduzir significativamente a gravidade das cólicas menstruais ao longo de algumas semanas);
  • Evite o stress – faça exercícios respiratórios, yoga ou meditação;
  • Tome um banho quente, para acalmar a parte inferior do abdómen e as costas.
Ler Mais
Scroll to Top

Alerta para atrasos das
entregas devido ao COVID-19

Todas as nossas encomendas são processadas com o maior cuidado. Devido à situação actual em que nos encontramos, os nossos prazos de entrega passam a corresponder a 5-8 dias úteis para Portugal Continental e Ilhas. Encomendas para o resto do mundo demorarão 10-15 dias úteis. Agradecemos a sua compreensão. E enquanto a sua encomenda não chega… aproveite para ir lendo os nossos artigos.