0
0
Subtotal: 0.00

Nenhum produto no carrinho.

Como Repor os Níveis de Vitamina D Sem Exposição Solar?

O Sol é o maior protetor biológico que a Natureza nos oferece. E quando não podemos sair de casa para apanharmos alguns dos seus maravilhosos raios, há outras formas de repormos os nossos níveis de vitamina D.

O défice dos níveis desta vitamina está relacionado, aparentemente, com um vasto conjunto de doenças, sejam elas autoimunes ou até mesmo depressões, estando a sua ausência também envolvida em questões ligadas a doenças cardiovasculares. Quer isto dizer que existem determinados fatores de risco para a hipovitaminose D (a falta de exposição solar, os maus hábitos alimentares e também a absorção intestinal) que devem ser combatidos, tanto quanto possível.

O tabaco, em comunhão com uma alimentação débil, também dificultam uma melhor e maior produção e absorção de vitamina D no nosso organismo, algo que pode influenciar a nossa saúde.

A relação com a proteção do sistema imunitário

A vitamina D é necessária para o bom funcionamento do sistema imunológico, que é a primeira linha de defesa do corpo contra infeções e doenças. Esta vitamina desempenha um papel crítico na promoção da resposta imune, possuindo propriedades anti-inflamatórias e sendo crucial para a ativação das defesas do sistema imunológico.

De acordo com o Healthline, sabe-se que a vitamina D melhora a função das células imunológicas e que baixos níveis da mesma estão associados a uma maior suscetibilidade a determinadas patologias.

Nesta fase, em que estamos em casa e só podemos sair para situações estritamente necessárias, não é tão fácil usufruir de uma exposição direta ao Sol para que, dessa forma, seja possível absorver os benefícios deste elemento protetor. Porém, felizmente, há várias maneiras de obtermos a sua dose diária recomendada.

Abaixo, fique a entender como pode absorver esta vitamina, através de gestos simples, que não envolvem sair para o exterior.

Sente-se à janela.

Tente sentar-se ao lado de uma janela aberta durante algum tempo. Isto pode ajudar não só a obter vitamina D, mas também a melhorar um pouco o humor. Caso tenha uma varanda, melhor. Aproveite os raios solares durante 10 minutos por dia.

Procure alimentos enriquecidos com vitamina D.

Considere consumir alguns alimentos enriquecidos com vitamina D, como cereais selecionados, aveia, sumo de laranja, peixe, leites vegetais e iogurtes vegetais.

O sumo de laranja, além de fornecer uma abundância de vitamina C, é também uma ótima forma de obtermos um pouco mais de vitamina D no nosso sistema.

Por outro lado, cozinhar alguns ovos também pode ser verdadeiramente eficaz neste ponto, principalmente devido à gema, extremamente rica neste nutriente. Se pretender – mesmo – reforçar o seu sistema, faça uma omelete de cogumelos, já que estes são, também, uma ótima fonte de vitamina D.

Pelo facto de existirem poucos alimentos que contêm naturalmente altos níveis desta vitamina, esse elemento é frequentemente adicionado aos produtos básicos num processo conhecido como fortificação. Alguns exemplos são o leite de vaca, de amêndoa ou de soja, os cereais prontos para consumo, alguns tipos de iogurte e o tofu.

Faça uma dieta rica em cálcio.

A vitamina D e o cálcio trabalham juntos para fortalecer os ossos. Certifique-se de que obtém cálcio suficiente nas suas refeições. Lembre-se de incluir produtos lácteos e vegetais na sua dieta.

Tome um suplemento.

Considerando que ainda pode ficar por casa por um tempo – e que, provavelmente, não irá ingerir tantos produtos frescos como de costume – tomar um suplemento multivitamínico de alta qualidade poderá ser a solução ideal para os tempos atuais.

Pratique exercício físico.

O exercício físico regular é uma ajuda preciosa na produção de vitamina D. Algumas pesquisas sugerem que determinados tipos de treino diminuem o risco de doenças cardíacas, algo que poderá dever-se ao facto de estes aumentarem no organismo a presença deste nutriente. Esta situação também pode acontecer mais concretamente com quem treina ao ar livre, já que nessa circunstância tendemos a ficar mais expostas ao Sol.

Como saber se corre o risco de ter baixos níveis desta vitamina?

Caso tenha uma pele naturalmente muito escura, receba pouca ou nenhuma exposição solar, tenha uma condição médica que afete o metabolismo da vitamina D ou tome determinados medicamentos, poderá correr o risco de ter baixos níveis desta componente nutritiva. Converse com o seu médico para perceber que tipo de solução fará mais sentido para si.


Este artigo serve apenas para fins informativos, não pretendendo ser substituto de um diagnóstico, aconselhamento ou tratamento médico profissional. Nenhuma informação contida neste artigo ou fornecida de outra forma em frederica.pt tem como objetivo diagnosticar, tratar ou curar qualquer paciente ou deve ser considerada como aconselhamento médico ou prática de medicina.

Ler Mais
Bem-estar

Aprenda a Olhar Para a Sua Menstruação Sob Uma Perspetiva Holística

Os ciclos menstruais podem variar entre 28 e 34 dias. Durante esse...

Bem-estar

Ervas Medicinais Com Poder Curativo Para a Mulher

Ao longo do ciclo de vida de uma mulher, há uma série...

Saúde

Sofre de Dores de Cabeça? Siga Estas Dicas

Não sabe o que fazer quando tem dores de cabeça? A verdade...

Scroll to Top