Linguagem do Olhar – Aprenda a Decifrar o Que Olhos Querem Dizer

Dizem que os olhos são o espelho da alma. Mas será que conseguimos descobrir o que alguém está a pensar acerca de nós através da forma como nos olha? Quando olhamos nos olhos de outra pessoa, o que vemos exatamente? A verdade é que um simples olhar nos pode dar informações privilegiadas acerca do estado emocional do outro.

De acordo com um artigo publicado na revista americana Psychology Today, quando estamos tristes ou preocupadas, apresentamos uma maior tendência para franzir a testa e, consequentemente, fazer com que os nossos olhos pareçam menores. Em contrapartida, quando estamos alegres, os nossos olhos ganham uma espécie de brilho extra, uma vez que levantamos as sobrancelhas, algo que aumenta o tamanho dos nossos olhos e os faz parecer mais brilhantes.

Como definir um sorriso verdadeiro? Encontre a resposta nos olhos. É muito mais fácil «fingir» com a boca do que com o olhar. Um sorriso verdadeiro é detetável quando enrugamos os cantos dos olhos.

Mas o segredo sobre a veracidade do que estamos a sentir e do que manifestamos com as nossas expressões está nas pupilas, que dilatam e contraem para regular a quantidade de luz que o olho recebe (aumentam com a escuridão e diminuem em ambientes mais iluminados). Porém, consta que o tamanho destas se relaciona intimamente com as nossas emoções e intenções. Muitos psicólogos consideram que, quando as pupilas dilatam, existe um interesse social ou até mesmo sexual para com a pessoa para quem se olha.

Resumindo, a conclusão é a seguinte: podemos tentar controlar a nossa linguagem corporal, sorrir sem vontade ou até mesmo tentar enrugar os olhos por educação, mas não conseguiremos dominar o tamanho das nossas pupilas, que denunciarão se estamos ou não interessadas num determinado tema ou pessoa.  

O contacto visual e as suas variantes:

O contacto visual é algo que faz parte da própria comunicação e interação diária com as pessoas. Geralmente, na nossa sociedade, espera-se que este exista de uma forma saudável e comedida, sem ser excessivamente persistente (se o for, pode ser considerado uma tentativa de intimidação, causando desconforto).

Quando o contacto visual de uma pessoa é, manifestamente, excessivo, isso poderá revelar, igualmente, um excesso de consciência sobre a mensagem que está a passar. No caso da mentira, quem mente pode recorrer ao excesso de contacto visual para afastar a possibilidade de essa intenção ser percebida.

Por que razão evitamos olhar para uma pessoa?

Pode ser por vergonha, por medo de a enfrentar ou para nos concentrarmos em tentar encontrar uma determinada resposta, no caso de se tratar de uma conversa.

Quantas vezes pestaneja?

Pestanejar é uma necessidade instintiva, mas os nossos sentimentos em relação à pessoa com quem estamos a conversar podem alterar o número de vezes que o fazemos. Se a média ultrapassa as dez vezes por minuto, esse pode ser um sinal de interesse.

Olhar para a esquerda ou para a direita?

Será que a direção para onde estamos a olhar é reveladora do que estamos a sentir? Segundo o site Psychologist World, olhar para a esquerda indica que nos estamos a tentar recordar de algo e, por outro lado, olhar para a direita indica pensamentos mais criativos (no caso da mentira, pode ser um gesto ameaçador por poder tratar-se de uma tentativa de encontrar argumentos falsos).

Como saber se alguém está interessado no que tem a dizer?

Através de um contacto visual frequente, moderado, e pestanejando comedidamente. De acordo com pesquisas efetuadas no tema, e de acordo com os dados do Psychologist World, quando uma pessoa está envolvida numa conversa interessante, os seus olhos permanecem focados no rosto do outro indivíduo.

Da próxima vez que tiver um date, já sabe para onde tem, efetivamente, de olhar «com olhos de ver».

Ler Mais
Scroll to Top