As Tendências Que Mais Irão Marcar as Viagens em 2020

Assim como os espíritos puramente nómadas mudam de lugar, com o avançar dos tempos muda também a forma como viajamos. A evolução não para, e o que desejamos é fazer parte dela. Este ano, aparentemente, as mudanças serão ainda melhores: mais sustentáveis e, quem sabe, mais adequadas a estilos e hábitos não tão convencionais. De acordo com a Forbes, em 2020 iremos priorizar a redução do impacto ambiental das nossas viagens no planeta, nos destinos e nas comunidades locais.

O mundo pode estar a mudar, mas a nossa vontade de viajar não. E por mais que a Terra seja um lugar incerto, quisemos entender quais serão as principais tendências neste setor para o novo ano. Continue a ler, descubra-as e prepare o passaporte.

Viagens Pet Friendly.

Tal como os pais levam de férias os seus filhos, as gerações mais jovens levam de férias os seus melhores amigos de quatro patas. Cada vez mais, este será um cenário presente, garantindo aos animais um tratamento adequado, sem deixar as comodidades que lhes são merecidas – cuidados durante o voo e acesso a vários espaços pet friendly (hóteis, restaurantes, etc.).

Au naturel.

Ao que tudo indica, haverá uma forte tendência para a procura da aventura ao natural (leia-se: onde os fatos de banho poderão ser dispensados). Mergulhar sem roupa faz parte do plano no tema «viagens» em 2020 (em algum momento das nossas vidas, já todas sentimos falta dessa sensação de escape e de liberdade). Alguns espaços no mundo têm já a sua base profundamente assente nesta filosofia, onde tudo é sobre a conexão connosco mesmas (nudismo à parte, é disso que se trata esse abraço à nossa vulnerabilidade). Este estilo de viagem inclui a prática de camping, de natação selvagem e de yoga.

Viagens transformadoras.

Ainda estamos em janeiro, mas a verdade é que os acontecimentos turbulentos estão já a dominar o estado atual do mundo. Para escapar a tudo isso, o conceito de «viagem transformadora» surge, apresentando a proposta de nos fazer atravessar para o outro lado de todo este caos, procurando fazer a diferença na vida de outras pessoas, fazendo voluntariado ou simplesmente apoiando algumas causas. Uma viagem transformadora também pode ser de índole pessoal, sendo a transformação sobre nós mesmas. Neste último caso, essa estará representada em pausas no trabalho ou em retiros espirituais, essencialmente.

Destino: espaços vegan.

O número de pessoas que começa a repensar o seu estilo de vida e a sua alimentação está a aumentar a olhos vistos, algo que representa uma diminuição clara do consumo de carne e de produtos de origem animal. De acordo com os dados da Vegan Society – a mais antiga sociedade vegana do mundo, sediada no Reino Unido – se em 2050 nenhum de nós consumisse carne, seriam salvas oito milhões de vidas humanas e reduzidos dois terços dos gases do efeito estufa. Assim sendo, hotéis e restaurantes que entrem nesta dinâmica e que adotem um pouco desta filosofia terão uma maior procura pelos turistas.

Voos mais conscientes.

As ideologias da ativista ambiental Greta Thunberg parecem estar a despertar uma maior consciência no que diz respeito à quantidade de viagens que fazemos. Segundo a Condé Nast, uma das mudanças previstas para arrancar em 2020 será o surgimento dos voos elétricos, por forma a reduzir a poluição ambiental causada pelo meio de transporte mais seguro do mundo. A par desse quadro positivo, é também possível que os passageiros comecem a substituir o avião pelo comboio e que repensem a frequência e a necessidade dos seus voos.

Minimalismo.

Muito se tem falado na lei que dita que «menos é mais». Na era do digital, não negamos que, muitas vezes, tudo o que a mente pede é uma intensa desintoxicação da virtualidade ilusória que toma conta dos nossos dias. Assim sendo, a principal tendência a ganhar destaque este ano compadece-se com o ato de se colmatarem os vícios cibernéticos com uma vida mais minimalista, na qual viajaremos com o mínimo possível. Este conceito coaduna-se com uma libertação física e mental das redes sociais, ajudando a que as pessoas se conectem consigo mesmas e com o ambiente. O desejo de reservar estadias em hotéis florestais, longe de tudo e de todos, é algo que tem registado aumentos significativos. E isso deve-se, precisamente, a esta necessidade de evasão que o mundo moderno desperta em nós.

Segundo a Condé Nast Traveler, é muito possível que, em 2020, o turismo de luxo dê lugar a experiências de viagem mais «espartanas» (ou por outra, mais simples). Tem estado em voga o ato de se partir à aventura abrindo mão dos aspetos mais tradicionais que sempre nos acompanharam, deixando os pequenos luxos para trás e adotando um estilo de viagem mais modesto, procurando uma aproximação com a Natureza e secundarizando as questões mais materiais.

E os destinos de 2020, quais são?

Sempre que o ano acaba, voltamos os nossos olhos para tudo o que vai acontecer no futuro. No tema do turismo, o panorama não difere. Focamo-nos nos maiores eventos e tendências de todo o mundo e tentamos descobrir o que será, por fim, tendência no novo estágio que se inicia. Existem todos os estilos de viajantes e opções para todos os gostos, mas a verdade é que, conforme os tempos vão avançando, os nossos desejos também se vão alterando. Já imaginou a quantidade de destinos fabulosos que existem e que ainda não foram explorados? Melhor, imagine o que seria ser a primeira a explorá-los (boa notícia: nada é impossível). As tendências deste ano prendem-se, essencialmente, com a busca por lugares não tão populares e movimentados, mas sim mais recônditos e pouco comerciais.

Da lista de melhores destinos de férias para 2020, apontada pela Condé Nast Traveler, fazem parte países como Marrocos, Panamá, Croácia, Senegal, China e Japão.

Já a Lonely Planet lançou recentemente uma lista onde destacava o Dubai (Emirados Árabes Unidos), Kochi (Índia), La Paz (Bolívia) e Cairo (Egito) como sendo as melhores cidades para visitar este ano.

Por sua vez, a CNN indica que os melhores destinos de 2020 serão São Tomé e Príncipe, Sri Lanka, Tunísia, Nova Caledónia e Jamaica.

Onde a levará o novo ano?

Ler Mais
Scroll to Top