Ideias de Decoração Para Uma Lareira Perfeita

É o coração da casa e quando o tempo arrefece, é a ela que nos aquece. A lareira é o elemento aconchegante que nos reconforta quando as noites frias de inverno chegam para desafiar os nossos sentidos. Combinar o estilo moderno com o tradicional funciona sempre, mas se preferir pode optar apenas por um destes caminhos. Não há como errar.

Os detalhes fazem a diferença.

Os pormenores são determinantes quando o tema é decoração. Velas e molduras são um clássico – e fazem todo o sentido neste lugar maravilhoso que é a nossa fonte de aquecimento. Em primeiro lugar, as velas, quando colocadas em castiçais, têm a capacidade de criar uma enorme variedade de níveis de altura, favorecendo a área de um modo gracioso, sem que pareça demasiada informação. São elementos tradicionais e acrescentam (sempre!) um pouco mais de aconchego e reconforto na nossa sala de estar. Além disso, a perceção de «camadas», quando decoramos um espaço, dá sempre a sensação de que há algo mais a descobrir.

Em segundo lugar, as molduras (qual a casa onde não existem?) darão sempre um toque especial ao espaço. Coloque as molduras maiores atrás das molduras mais pequenas, para um efeito de maior profundidade, simples e sem excessos.

Objetos de arte podem também complementar todo este quadro. Nas míticas feiras de rua encontra vários tipos de produtos artesanais que já não significam nada para quem os deixou, mas que para si podem significar tudo. Tudo se compadece com a forma como olha para os objetos. Um bule de chá, uma escultura ou um vaso. Todos estes elementos são válidos. O limite? A sua imaginação. Não se esqueça de usar também um buquê de flores de tons claros, que trarão vida nova ao seu lar.

Lei da substituição.

Não, não é uma lei que já exista quando o assunto é decoração. Porém, a dica Frederica prende-se com a importância de substituirmos os objetos à medida que nos vamos cansando da sua presença. A mudança é necessária e traz leveza. Ir alterando a disposição dos objetos ou trocando-os por novas peças conforme as estações vão mudando pode representar uma verdadeira lufada de ar fresco para o seu cantinho caloroso. Lembre-se: dar espaço ao novo e libertar o velho fará com que a energia flua de forma genuína.

Palavra de ordem: simplicidade.

Muito se tem falado em minimalismo. A crença de que menos é, efetivamente, mais, é válida em todos os sentidos e na decoração não é exceção. Liberte-se da tentação de encher a área da sua lareira com demasiados objetos que, a bem da verdade, em nada contribuem para a harmonia da sua tela decorativa. Muita informação torna tudo muito mais confuso. Por isso, seja criteriosa e escolha, metodicamente, as peças às quais quererá (mesmo) dar importância.

Três, a conta que Deus fez.

É possível que esta teoria não lhe seja totalmente estranha. Em decoração, um dos principais mandamentos é a necessidade de agrupar itens em três. O motivo pelo qual essa regra existe é o facto de se acreditar que os elementos conseguem favorecer-se mutuamente quando colocados juntos, sempre em números ímpares e em diferentes alturas.

A regra dos terços, como também é conhecida, funciona sempre. Acredita-se que, supostamente, o nosso cérebro está programado para entender o mundo desta forma. Quando se juntam três itens, a nossa mente entende, automaticamente, que se formou um conjunto mais dinâmico – os nossos olhos são obrigados a movimentar-se mais e esse processo cria, desde logo, uma visão muito mais rica daquilo que nos rodeia.

Ler Mais
Scroll to Top