Dieta Mediterrânica: um «Mar» de Benefícios Para a Saúde

Bem sabemos que os ares do mediterrânico estão na moda. Mas hoje a temática tenta estender essa tendência à nossa mesa. A dieta mediterrânea detém na sua génese a importância conferida aos alimentos tradicionais antigamente consumidos em países como a Itália e a Grécia, em 1960.

Entusiastas da nutrição da altura acabariam por constatar que a população natural destas zonas seria muito mais saudável quando comparada a comunidades americanas. Ainda que não exista um caminho certo para seguir a dieta mediterrânica, uma vez que existem muitos países ao redor do Mar Mediterrâneo e que existem inúmeros tipos de alimentos aí consumidos, a verdade é que existe um padrão alimentar que serve de base para descrever este estilo de vida saudável.

As diretrizes deste regime alimentar incluem um plano que pode ser ajustado às nossas necessidades e preferências individuais. Assim, o princípio basilar desta dieta consiste em comer legumes, frutas, nozes, sementes, batatas, pães, peixe, frutos do mar, entre outros; em comer com moderação alimentos como ovos, queijo e iogurtes; em reduzir o consumo de carne vermelha; e, por fim, em optar por não consumir bebidas açucaradas, açúcares adicionados, carne processada, óleos refinados e outros alimentos altamente processados.

Este tipo de alimentação caracteriza-se, no fundo, por um maior consumo de produtos vegetais (fruta), de cereais, hortícolas e leguminosas, deixando o consumo de carnes vermelhas, tanto quanto possível, em detrimento de dar preferência ao consumo controlado de carnes brancas. Muitas são também as pesquisas que associam a dieta mediterrânica a uma maior longevidade e à diminuição do risco de desenvolvimento de determinadas doenças cardiovasculares, de acordo com a informação das Farmácias Portuguesas.

Segundo a Associação Portuguesa dos Nutricionistas, quem segue esta filosofia alimentar deve optar por sopas e pelo consumo elevado de vegetais e de azeite; recorrer a ervas aromáticas para temperar os preparados, ao invés da utilização do sal; consumir mais peixe do que carne; e beber água acima de todas as outras bebidas.

Precisa de uma sugestão de lanche mediterrânico saudável? Experimente consumir, enquanto snack, cenoura crua, um iogurte grego ou fatias de maçã com manteiga de amêndoa.

Ainda Sem Comentários

Deixe uma resposta

O teu endereço de email não será publicado.