Manter a Pele Bronzeada? É Possível

Calor. Praia. Piscina. Sol. Bronzeado. Quando pensamos no verão, estas são algumas das palavras que invadem imediatamente o nosso pensamento. A pior parte deste cenário? O facto de demorarmos uma verdadeira eternidade a atingir o tom desejado, sendo que este, mais cedo ou mais tarde, acaba por desvanecer. E se este é um dos problemas pós-férias que mais a inquietam, fique a par de alguns truques para manter a cor conquistada por um longo período:

Esfolie a pele. Preparar a pele antes da exposição solar é tão ou mais importante quanto os cuidados a ter pós-praia ou piscina. A penetração dos cremes hidratantes é superior depois de uma esfoliação corporal. E por falar em cremes hidratantes: hidrate, hidrate, hidrate. A sua pele precisa, impreterivelmente, de uma boa dose desses produtos milagrosos, durante o ano inteiro. Mas, nos meses de sol, a sua utilização é crucial para manter o tom dourado.

Cuidado com a depilação! Se quiser retirar aqueles pelos mais incómodos, faça-o antes de ir de férias e de expor o seu corpo ao Sol. Se alguns pelinhos ficaram esquecidos, evite utilizar cera, pois a camada superior da epiderme é eliminada. E não vai sozinha. O bronzeado acompanha-a.

Escolha os alimentos certos. Uma dieta rica em betacaroteno aumenta a produção de melanina e, consequentemente, potencia o bronzeado. Por isso, já sabe, quando for ao supermercado, no seu carrinho de compras não podem faltar alimentos como a laranja, o abacaxi, a cenoura, a batata-doce, entre outros.

Duche? Só de água fria. Ao tomar banho de água quente, a pele pode desidratar e provocar a descamação da pele. E adivinhe. Descamação é sinónimo de «dizer adeus» ao tom dourado. Ainda relativamente ao banho, opte por um produto dois em um: óleo de banho. Limpa e hidrata ao mesmo tempo.

Nunca opte por uma ida ao solário. Faça um favor à sua saúde e nunca – jamais – opte por ir ao solário. De acordo com o The Cancer Research UK, a probabilidade de desenvolver cancro de pele nas pessoas que frequentam o solário é seis vezes maior do que quem apanha o Sol do meio dia (o mais perigoso). Pode, sempre, recorrer a autobronzeadores, para quando o seu tom de verão se estiver a despedir.

Ainda Sem Comentários

Deixe uma resposta

O teu endereço de email não será publicado.