Como Eliminar a Energia Velha da Sua Vida?

Existem numerosas ferramentas cognitivas e de cura energética que nos conseguem ajudar a flexibilizar a nossa intuição e, ao mesmo tempo, abrir caminho para uma limpeza do velho (energias paradas) com a intenção de dar lugar a tudo o que pertença ao novo.

Desbloquear energias pode parecer um desafio maior que a vida, mas a verdade é que é possível e podemos ser nós mesmas as responsáveis por essa cura enquanto seres individuais. A energia está presente em todas as existências e tem a sua própria vibração, tal como nós. Cada uma de nós possui um padrão vibratório e uma frequência que nos caracteriza, sendo que aquilo que emitimos será aquilo que atrairemos, a curto, médio ou longo prazo.

Para compreendermos que tipo de vibração emitimos, basta estarmos atentas aos nossos próprios sinais e fazer uma pausa antes de falar ou de agir, a fim de compreendermos se aquilo que nos estimula pertence ao plano do positivo e evolutivo ou ao plano no negativo e denso. E porque não evoluímos sem a presença destes dois pólos, é importante alinharmos a mente, o corpo e o espírito a este favor, algo que se consegue através de um trabalho energético.

Raramente estamos ligadas ao momento presente – passamos mais tempo preocupadas com o futuro ou deprimidas com o passado.

Assim, segundo a antiga sabedoria indiana, quando estamos emocionalmente presas, a energia fica confinada e não pode circular e seguir o seu curso natural. Por isso, para eliminar o que não nos é benéfico é importante equilibrarmos os nossos chakras (centros de energia localizados no corpo), limpando a energia pesada e procurando obter a energia da fonte vital que aumenta a nossa capacidade de discernimento e de clareza, limpando a energia obsoleta e prejudicial e ajudando-nos a navegar pela vida de um modo mais leve.

No sentido de nos conectarmos com o momento presente e nos libertamos do que aniquila a positividade do nosso dia a dia, algumas teses propõe também que façamos o exercício de repetir o nosso nome completo em voz alta três vezes para nós próprias, pois dessa forma estaremos a chamar-nos ao momento presente, algo extremamente importante em fases intrinsecamente saudosistas. Em boa verdade, raramente estamos ligadas ao momento presente – passamos mais tempo preocupadas com o futuro ou deprimidas com o passado – mas a atenção plena no «agora» pode ser a chave para a cura.

As cores que decidimos usar no nosso quotidiano desempenham também um papel fundamental nesta temática. Usar tons fortes de azul pode ajudar a expulsar as energias mais pesadas do nosso sistema, enquanto a cor verde, por sua vez, aumenta a nossa clareza mental.

1 Comentário

Deixe uma resposta

O teu endereço de email não será publicado.