Está Mal-Humurada? Experimente Comer Estes Alimentos

Se é daquelas pessoas que adora comer (e que fica genuinamente mais feliz sempre que tem um programa entre amigas que envolva uma ida a um restaurante!) vai querer continuar a ler este artigo.

Alguma vez imaginou que aquilo que estaria a ingerir poderia determinar o seu humor? A verdade é que sim: aquilo que comemos pode (mesmo) influenciar o modo de como nos sentimos. Os nutrientes que decidimos implementar na nossa ementa podem, efetivamente, determinar os nossos níveis de boa disposição. É o caso da Vitamina C, por exemplo, que pode realmente ser uma amiga excecional no que diz respeito ao controlo do nosso stress, isto porque para além de combater os efeitos nocivos dos radicais livres, acaba também por regular o cortisol e por ativar o funcionamento da nossa glândula suprarrenal. Então, seguindo este pensamento, que alimentos devemos escolher para ‘saciar’ este objetivo? A laranja, a goiaba e o kiwi são, sem dúvida, excelentes opções.

Para as mais ansiosas, surpreenda-se: comer castanhas e amêndoas pode ser um bom auxílio, já que o selénio (um micronutriente antioxidante que ajuda a reduzir o nível de radicais livres no nosso organismo) pode acabar por promover uma maior sensação de relaxamento e de descontração. Concentrando a nossa atenção uma vez mais na castanha, importa ressaltar que, mais concretamente, a castanha de caju e o gergelim possuem magnésio. E que importância detém este mineral? Na verdade, ele assume um papel preponderante no que toca ao combate do mau humor que muitas vezes toma conta de nós.

Dispostas a aumentar os nossos níveis de endorfina (aumentando, inequivocamente, o nosso bem-estar e prazer pela vida) chegam a pimenta vermelha e a malagueta, ambas ricas em capsaicina, um componente ativo das pimentas. Este estado de contentamento e de conforto físico e espiritual é também potencializado através de uma combinação de elementos como a glicose e o triptofano, que estão presentes no chocolate (com 70% de cacau). Aqui, falamos de perfeitos aliados para combater a depressão e a falta de motivação.

Colocando, agora, o foco na nossa saúde mental, quem aqui ganha protagonismo é a alface. Tudo isto porque possui lacticina no seu talo, algo que tem um efeito calmante, e porque contém também lítio, que controla a nossa ansiedade.

Recorde-se do seguinte: deve evitar tomar café quando se sentir stressada. A cafeína é energética, por isso, neste quadro, nunca se afigura enquanto solução. A evitar surgem também os alimentos processados e adoçados com aditivos artificiais, que em nada ajudam a colmatar os níveis de stress.

A juntar a tudo isto, influenciando também a nossa predisposição para a vida, é fundamental cuidar da saúde do intestino como um todo, já que ele não só absorve os nutrientes, como também influencia a nossa saúde mental. A verdade é que a nossa reeducação alimentar nos faz associar um novo significado à nossa relação com a comida: sem segredos, sem receitas mágicas.

E porque a alimentação não caminha sozinha, lembre-se sempre de fazer exercício físico, de dormir bem e de controlar a sua ansiedade, para um perfeito equilíbrio de mente sã em corpo são.

Ainda Sem Comentários

Deixe uma resposta

O teu endereço de email não será publicado.