Guia de Meditação Para Iniciantes III — Meditação Transcendental

Se a temática lhe interessa, aconselhamos que leia, também, a parte I e II deste guia de meditação para iniciantes onde, muito resumidamente, lhe explicamos algumas das técnicas mais pertinentes (ou usadas) de meditação.

Neste artigo vamos falar, sucintamente, da Meditação Transcendental que é, para muitos, a mais difícil de fazer mas também aquela que pode levar a um maior estado alterado de consciência. No fim deste artigo tem o Podcast III com um exemplo da mesma. Não será uma meditação longa mas servirá para que possa conhecer o género e, obviamente, descansar um pouco.

A Meditação Transcendental tem como objetivo fazer-nos alcançar um estado alterado de consciência, de forma natural, sem recorrer a artifícios. Este estado não só nos afasta das memórias do passado e das preocupações do futuro, mas também nos afasta do que está a acontecer no presente, ao contrário, por exemplo, das meditações formais Mindfulness, cujo foco é no «aqui» e «agora».

O foco e repetição de um mantra como o OHM, por exemplo, ou de uma frase como: “Eu estou calma, estou bem”, juntamente com a respiração, é uma das várias formas de se conseguir, eventualmente, alcançar o estado pretendido.

Apesar de não ser fácil alterar, desta maneira tão profunda, o estado da nossa psique, é possível. Não há nada que com a prática devida não se consiga. É uma sensação semelhante àquela que pode acontecer, por exemplo, quando ainda não estamos bem a dormir mas também já não estamos muito despertos e acabamos por já nem ver aquela parte do filme ou nem ler aquele trecho do livro e por aí adiante.

De uma forma geral também não é um estado que seja linear ou muito longo, a não ser em meditadores com muita experiência, que a pratiquem todos os dias, ou em pessoas que já tenham alguma predisposição natural para que isso aconteça. Contudo, se conseguir descansar um pouco e, nesse período de tempo, não pensar em nada de especial, já vai valer a pena.

Lembramos que o OHM é o mantra que simboliza (traduz em som) a vibração natural do Universo e que ao repetirmos o mesmo não só estamos em comunhão com o cosmos mas também estamos a entreter o consciente que tanto nos faz pensar e repensar, não nos deixando descansar o que na verdade precisamos para podermos ter mais saúde a nível geral.

Esperemos que goste! Aqui fica o Podcast III, com uma pequena meditação com base na sua vertente transcendental.

1 Comentário
  1. Não faz o meu género. Gosto mais das outras. Mas sou sincero… gostei!!!
    Como não é grande… quando acabou apeteceu-me ouvir mais!
    É muito bom termos por onde escolher. Obrigado Frederica, Vanessa e claro…. Vanda!!!!

Deixe uma resposta

O teu endereço de email não será publicado.