Seis Praias Secretas Portuguesas a Descobrir Este Verão

O sol brilha, o mar é azul e sereno e a praia quase deserta convida a estender a toalha no areal. Respire a maresia enquanto olha o mar azul e relaxe longe da confusão. Já não precisa de apanhar um avião para ir até ao paraíso. Escondidas ao longo da costa portuguesa, estas são as praias que tem de descobrir este verão.

 

Praia da Franquia, Vila Nova de Milfontes.

Isolada onde o rio Mira se encontra com o mar, a Praia da Franquia é um paraíso de águas calmas, bem perto da antiga vila piscatória de Vila Nova de Milfontes. Passe uma bela tarde de verão ao sol, faça canoagem no rio Mira ou vá até à aldeia provar o famoso arroz de peixe cozido numa panela de barro.

Como chegar: Do Forte de São Clemente, em Vila Nova de Milfontes, siga pela estrada costeira em direção à Praia do Farol.

 

Praia do Cavaleiro, Odemira.

Um trilho com corrimão de madeira leva até ao areal, rodeado de formações rochosas que protegem a praia dos ventos do Atlântico. Perfeita para longos dias de praia, aproveite ainda para caminhar para sul até ao Cabo Sardão, o promontório mais ocidental da região do Alentejo.

Como chegar: Do Porto das Barcas, siga para norte pela CM1158. Ao fim de sete quilómetros, vire à esquerda em direção ao Cabo Sardão e siga até ao farol. Estacione e caminhe um quilómetro até aos degraus de madeira que levam até à praia.

 

Praia da Arrifana, Aljezur.

Protegida por grandes penhascos de arenito laranja que descem até ao mar, a Praia da Arrifana tem ondas populares entre os surfistas da zona. Perto da praia, há um restaurante local que serve peixe fresco, perfeito para jantar enquanto vê o sol a pôr-se no Atlântico.

Como chegar: De Aljezur, viaje para sul pela N120 e vire à direita ao chegar a uma placa castanha que diz “Arrifana”. Siga em frente até à praia.

 

Praia da Baleeira, Serra da Azóia.

Escondida entre falésias recheadas de alecrim, a Praia da Baleeira é uma pérola desconhecida na Serra da Azóia. A íngreme descida leva até ao mar azul, protegido por penhascos em ambos os lados. Opção para quem quer fugir a praias lotadas, a praia da Baleeira fica perto do famoso Farol do Cabo Espichel e da Igreja da Nossa Senhora do Cabo.

Como chegar: Na Serra da Azóia, entre na Rua da Baleeira ao passar na placa laranja que tem escrito “Área Desportiva”. Passe o campo de futebol, estacione no parque para o efeito e caminhe durante cerca de 20 minutos até à praia.

 

Praia do Carvalho, Benagil.

Penhascos de arenito rodeiam a praia de areia dourada e o mar azul preso entre os dois é de um azul de cortar a respiração. Para chegar à praia, a caminhada é feita por um túnel com degraus talhados em arenito. Na maré baixa aproveite para explorar o rochedo repleto de cavernas e túneis. Não deixe de fazer uma visita a Benagil, conhecida pelas cavernas marinhas.

Como chegar: De Lagoa, cruze a N125 e entre na M1273. Depois de percorrer 6 quilómetros, siga as indicações para Benagil e percorra mais um quilómetro para oeste até Carvalho.

 

Arquipélago das Berlengas, Peniche.

Com saída de Peniche, o barco leva-a pelas águas atlânticas até ao arquipélago das Berlengas, onde a ilha Berlenga Grande recebe os visitantes. Uma ponte em ziguezague leva os turistas até a uma fortaleza do século XVI, construída sobre restos de uma ilha rochosa. As pequenas praias espalhadas pelo arquipélago são outra das atrações, bem como as cavernas com peixes prateados, que podem ser visitadas a nado, paddle-boarding ou caiaque.

Como chegar: Nos meses de julho e agosto, os barcos saem três vezes por dia do porto de Peniche.

Ainda Sem Comentários

Deixe uma resposta

O teu endereço de email não será publicado.