As Maravilhas do Óleo de Argão

Há já muito tempo que o óleo de argão é considerado um ingrediente culinário precioso, não apenas pelo seu sabor, mas também graças aos benefícios que oferece à nossa saúde.

Com origem em Marrocos, os seus usos estendem-se ao mundo inteiro para uma enorme variedade de aplicações cosméticas, medicinais e culinárias que nos beneficiam em múltiplos aspetos.

Feito a partir dos grãos que crescem nas plantas Argania, o óleo de argão é frequentemente vendido como óleo puro, que pode ser aplicado diretamente na pele ou no cabelo e que pode também ser ingerido, por forma a melhorar determinadas questões de saúde. Esta é uma maravilha da natureza que encontramos também em vários produtos cosméticos, como sabonetes, condicionadores e champôs, e que possui, ademais, várias propriedades benéficas e diferentes vitaminas que formam uma combinação poderosa para melhorar a qualidade da nossa pele. Deixamos-lhe, então, alguns dos maiores benefícios no que concerne ao uso deste óleo:

Detém propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias.

Este produto é rico em vitamina E, que serve como um potente antioxidante para reduzir os efeitos nocivos dos radicais livres. Compostos nele presentes, como o CoQ10, a melatonina e os esteróis vegetais também desempenham um papel na sua capacidade antioxidante, podendo ser aplicado diretamente na nossa pele para reduzir determinadas inflamações ou infeções.

Reduz os sinais de envelhecimento da pele.

Sendo este um ingrediente popular em variadíssimos produtos de cuidados de pele, o óleo de argão pode mesmo ajudar a retardar o processo de envelhecimento, reduzindo a inflamação e o stress oxidativo (estado em que o nosso corpo fica quando não consegue combater os efeitos nocivos dos radicais livres, sendo também uma das principais causas do envelhecimento do organismo). Seja aplicado diretamente na pele ou ingerido, este pode revelar-se eficaz no aumento da elasticidade e da hidratação da pele em mulheres que se encontrem na pós-menopausa.

Serve para hidratar a nossa pele e o nosso cabelo.

Os ácidos oleico e linoleico que compõem a maioria do conteúdo de gordura do óleo de argão são nutrientes vitais para a manutenção de uma pele e de um cabelo saudáveis. Alguns estudos indicam que este e que outros óleos vegetais de perfil nutricional comparável podem reduzir as pontas duplas e outros tipos de danos no cabelo.

Pode prevenir as estrias.

A aplicação direta deste óleo na pele pode ser útil na prevenção e na redução de estrias, já que este possui propriedades que melhoram consideravelmente a elasticidade da nossa pele.

Ainda Sem Comentários

Deixe uma resposta

O teu endereço de email não será publicado.