Um Milagre Chamado Matcha

Alguma vez ouviu falar de matcha? Não, não é um golpe de Kataré, como provavelmente lhe estará a passar pela cabeça.

O matcha vem do oriente e é uma sofisticação e purificação do chá verde, tal como o conhecemos. A sua popularidade centra-se, maioritariamente, no seu sabor peculiar, na sua versatilidade de propriedades e nos benefícios que oferece.

Os monges budistas honram o chá de matcha apelidando-o de “elixir da saúde”, pelo facto de este aumentar a nossa concentração e de ser uma versão melhorada do chá verde (ambos provêm da planta Camellia Sinensis), sendo as suas  folhas de chá  colocadas na sombra durante as últimas semanas do seu crescimento, processo que desencadeia uma maior produção de clorofila (pigmento verde presente nas plantas, que possui um poder detox no nosso organismo), criando uma cor verde vibrante.

A verdade é que esta pérola oriental oferece uma quantidade de aminoácidos e de antioxidantes muito superior à do chá verde tradicional: uma chávena de chá de matcha é dez vezes mais antioxidante do que este. Mas as boas notícias não ficam por aqui.

O matcha aumenta, em 40%, o nosso metabolismo, facilitando o processo de emagrecimento, já que representa também um auxílio na retenção de líquidos, na diminuição de sensação de barriga inchada e na fadiga.

Por norma, este produto é vendido em pó e pode colocá-lo em várias receitas do seu dia a dia, deixando-as com uma tonalidade esverdeada e, consequentemente, mais apelativas.

Este ingrediente pode ser também utilizado naquilo que decide ingerir antes, durante e depois do treino (no caso de optar por esta última opção, o efeito termogénico aumenta, ajudando-a no processo de perda de peso).

Um outro dado curioso é o facto de o matcha deter uma quantidade de caroteno seis vezes superior à das cenouras. Estes pigmentos orgânicos desempenham um papel importante na nutrição humana, uma vez que são os precursores da vitamina A, essencial para o correto funcionamento da visão e para o fortalecimento do sistema imunológico, reparando os tecidos do corpo (pele, membranas mucosas, unhas, cabelo, esmalte dentário, etc.).

Pode encontrar este pó à venda nos supermercados comuns. Tome este chá quente ou frio, adicionando limão e adoçante (ou mel) a gosto. Se ainda não experimentou, já sabe o que tem a fazer.

 

1 Comentário

Deixe uma resposta

O teu endereço de email não será publicado.