Como Acabar Com a Pele Acneica?

Surpreenda-se com a infeliz realidade: a acne é uma doença de pele comum que afeta cerca de 85% das pessoas a determinada altura das suas vidas. Os sintomas, esses, difíceis de eliminar, incluem os múltiplos tipos de espinhas que tanto incómodo nos causam.

As opiniões acerca dos tratamentos convencionais existentes dividem-se, pois se por um lado estes podem ser realmente eficazes na eliminação deste problema, por outro estes estão, não raras vezes, associados a efeitos adversos, como o ressecamento e a irritação da pele. Por outro lado, surgem as alternativas naturais, que conquistaram já inúmeras pessoas. Porém, seja qual for o método de tratamento, o ponto central da questão é, tão-somente, um: a pele mais sensível e mais vulnerável precisa de uma abordagem completamente focada nas suas necessidades, não descurando todo o cuidado necessário para tratar aquele que é o maior órgão do nosso corpo — a nossa pele.

Na realidade, aquilo que todas nós pretendemos compreender é tudo aquilo que precisamos de fazer para que, de uma vez por todas, se coloque termo aos problemas de pele, por forma a que estes deem lugar ao que mais próximo estiver daquilo a que chamamos de perfeição.

Nas palavras da esmagadora maioria dos dermatologistas, toda a acne é hormonal. É por essa razão que esta se manifesta durante a puberdade e, cada vez mais, em mulheres adultas, à medida que os seus níveis de estrogénio descem. Mulheres que tomaram a pílula anticoncecional ao longo da sua adolescência e que deixam de a tomar em determinado momento costumam também deparar-se com este problema. Para além destes fatores, existem também determinados medicamentos, nomeadamente os antidepressivos, que podem tornar mais propício o aparecimento da acne, bem como determinados tipos de maquilhagem e de cremes que entopem os nossos poros.

Ao invés de tratarmos o aparecimento de borbulhas de um modo agressivo, por meio de cremes demasiado fortes, devemos optar por uma estratégia mais cautelosa. Devemos procurar utilizar produtos que contenham nicotinamida (para acalmar a pele) e devemos também tentar não esfoliar a pele em demasia, deixando-a respirar, uma vez que não existe uma eliminação imediata da acne. A nossa pele precisa de tempo.

Assim, o ideal é utilizar um anti-inflamatório diário. Se a acne persistir, a melhor opção será sempre a de consultar um dermatologista, para que esta não tome proporções demasiado elevadas e não a deixe com cicatrizes. Caso se encontre a passar por este quadro dermatológico tente, também, atentar na sua dieta e não se exceder no consumo de laticínios (em alguns casos estes são verdadeiros inimigos da pele) nem tão pouco no consumo de carboidratos de baixa qualidade. Procure ter uma alimentação rica em peixe e em couve, já que estes são alimentos que detêm características anti-inflamatórias.

Resumindo: trate do seu interior através de uma alimentação cuidada e melhore a sua saúde mental reduzindo o stress (também ele causador deste mal), através da prática da meditação.

Ainda Sem Comentários

Deixe uma resposta

O teu endereço de email não será publicado.