O Fim das Infeções Urinárias

Infeção urinária: um problema que afeta imensas mulheres e em torno do qual surgem ainda algumas dúvidas. Uma infeção urinária é a presença de bactérias em qualquer parte do sistema urinário (seja nos rins, na uretra ou na bexiga) que merece toda a nossa atenção. As infeções urinárias são das infeções mais comuns, por isso não se alarme, não é a única.

Por norma, os microrganismos alcançam o sistema urinário a partir do exterior, através da uretra ou até mesmo através do sangue e instalando-se nos rins. As bactérias que entram no sistema urinário, à partida, são eliminadas do sistema pela urina, mas quando tal não acontece dá-se uma infeção.

Uma vez que as mulheres têm a uretra mais próxima do ânus, o risco de infeção urinária é maior, daí ser tão frequente entre o sexo feminino, para além de possuirmos uma uretra mais curta, o que possibilita a chegada mais rápida dos microorganismos à bexiga.

As causas mais comuns são: gravidez, diabetes, período menstrual, doenças sexualmente transmissíveis, hábitos de higiene desadequados e um sistema imunitário debilitado. A incidência desta infeção é mais predominante em mulheres em idade reprodutiva e em mulheres que se encontram na menopausa, devido à queda de estrogéneo.

Os sintomas de uma infeção urinária são bem distintos, no entanto há que estar muito atenta a todo e qualquer sintoma que possa surgir. Os sintomas mais evidentes são: ardor ou dor a urinar, sangue na urina, dificuldade em iniciar a micção (ato de expelir a urina), alterações significativas na cor da urina, cheiro forte e dor na parte inferior do abdómen.

Caso note algum destes sintomas, consulte um médico o mais rapidamente possível, pois uma infeção urinária tem de ser tratada com antibióticos e o quanto antes, para evitar que se espalhe pelo restante sistema urinário. Contudo, para além da medicação, também são necessários cuidados extra como o aumento da ingestão de líquidos, ter uma atenção redobrada aos cuidados de higiene íntima e não retardar o ato de urinar. Quantas mais vezes urinar, mais facilmente eliminará as bactérias.

Ainda que uma vida sexual ativa seja saudável, nunca se esqueça de urinar após o ato, de forma a eliminar possíveis bactérias que tenham avançado para a uretra. Também é recomendado utilizar roupa interior de algodão, pois este material é respirável e evita acumular humidade. 

Esteja sempre atenta aos sinais do seu corpo, porque quando algo está fora do normal ele dá sinais. Nunca desvalorize um sintoma, por mais banal que lhe pareça. Os problemas devem ser tratados de raiz para evitar um quadro clínico mais grave.

Ainda Sem Comentários

Deixe uma resposta

O teu endereço de email não será publicado.