Curar a Alma Através da Cor

Somos mulheres, amigas, irmãs, primas, filhas, mães, namoradas, esposas. Somos tudo e mais alguma coisa, andamos sempre a correr de um lado para o outro, fazemos uma tarefa a pensar já na seguinte. O nosso dia a dia é super desafiante e, por vezes, o cuidado com o nosso bem-estar mental é remetido para segundo plano.

Apesar de toda a informação que temos em relação aos benefícios da prática da atenção plena, nem sempre sabemos como a praticar. Hoje em dia existem inúmeras formas de praticar a atenção consciente, desde uma simples tarefa, como lavar os dentes, ou inspirar e expirar. No entanto, nenhuma destas práticas é tão estimulante quanto o desenho.

Sempre que chegar a casa depois de um longo dia, desligue o telemóvel, deixe a televisão de lado e afaste-se do stress. Vá à estante buscar um livro de colorir e os lápis e entregue-se ao momento. Sem dar por isso estará noutro universo onde reina a paz e a harmonia.

Esta terapia tem vantagens, tais como:

1. Desconexão do cérebro: ao colorir estamos a trabalhar a parte lógica do cérebro e a nossa parte criativa. Dessa forma, desconectamo-nos de pensamentos e de emoções;

2. Damos asas à nossa criatividade: despendermos do nosso tempo em atividades que nos dão prazer ajuda a aumentar a nossa criatividade, principalmente quando estamos a colorir um desenho;

3. Realizamos uma atividade por puro prazer: com um quotidiano extremamente desafiante raramente paramos para pensar quantas vezes tiramos um tempinho só para fazer algo de que gostamos. Quem sabe se colorir não é uma atividade que lhe dá gosto e a descontrai.

Recentemente, a artista plástica Emma Farrarons lançou um segundo livro, Mindfulness – O Livro de Colorir (que pode encontrar à venda na nossa loja online) onde nos oferece desenhos fantásticos para colorir. Visto que é um livro relativamente pequeno e muito leve, pode levá-lo consigo para todo o lado. Uma terapia de bolso, portanto. Consegue pensar em algo melhor?

A nossa saúde mental é tão importante quanto a nossa saúde física. Mesmo que tenha uma vida extremamente atribulada, nunca deixe de dispensar pelo menos uma hora por dia inteiramente dedicada a si. Dedicar-se a si e desfrutar da sua própria companhia não é egoísmo, é puro amor-próprio. 

Para que possa experimentar esta técnica, deixamos aqui uma imagem, para que se deixe levar pela criatividade. Imprima-a e… já sabe o que tem a fazer. Divirta-se!

Ainda Sem Comentários

Deixe uma resposta

O teu endereço de email não será publicado.