Hoje é o Dia Mundial da Luta Contra a Sida

Celebra-se hoje, dia 1 de dezembro, o dia mundial da luta contra a Sida, o dia do tão conhecido “lacinho vermelho” que sempre associamos a esta doença. Sabia que este símbolo representa o sangue e a paixão?

Esta data é assinalada não só para que se alertem as populações para a necessidade de prevenção e precaução deste vírus, mas também para lembrar todas as vítimas que já faleceram ou que estão infetadas com a doença.

A SIDA, síndrome da imunodeficiência adquirida, é provocada por um vírus chamado VHI, que evolui de maneira diferente de pessoa para pessoa. Este vírus ataca o sistema sanguíneo e imunitário e destrói as células que protegem o organismo, fazendo com que as pessoas fiquem mais frágeis e com maior probabilidade de contrair doenças graves (como cancro e tuberculose).

A doença foi descoberta no ano de 1981 e matou mais de 30 milhões de pessoas em todo o mundo. A África Subsariana é o local onde a SIDA tem feito mais vítimas. No final de 2013 contavam-se cerca de 35 milhões de pessoas com a doença e apareciam cerca de 7.500 novos casos por dia. Só em 2015 esta doença causou a morte de mais de 1 milhão de pessoas e mais de 2 milhões foram infetadas. Infelizmente, ainda não há cura para tratar esta infeção mas já existem tratamentos que fazem com que ela não avance. É importante estarmos alerta e sabermos como é que a doença se transmite.

1. Pode ser transmitida desde cedo, da mãe para o filho durante a fase de gravidez (pelo parto ou amamentação).

2. Por contacto com sangue infetado.

3. Através de relações sexuais desprotegidas.

Ter especial cuidado com seringas, corta-unhas, escovas de dentes e outros objetos de higiene pessoal e usar sempre preservativo durante as relações sexuais são talvez os cuidados mais importantes a ter para prevenir a doença.

Quanto mais o problema for promovido, mais conhecimento haverá sobre ele e maior será a probabilidade de o travar.

Proteja-se, e fique atenta!

Ainda Sem Comentários

Deixe uma resposta

O teu endereço de email não será publicado.