Mania das Limpezas ou Transtorno Psicológico?

Donas de casa, hoje vamos falar-vos de um tema relacionado com todas vós e com a lida doméstica. Todas sabemos que uma casa limpa e cuidada é fundamental para manter a ordem, conforto e bem-estar. Mas já parou para pensar com que frequência faz as suas limpezas e que importância tem isso na sua vida?

Com certeza que já ouviu alguém referir-se a uma amiga ou familiar como “obcecada” por limpezas: “Ai, a Maria tem uma mania das limpezas… tem que ter sempre tudo extremamente limpo”.

A verdade é que este assunto pode ser mais sério do que aquilo que parece.

A chamada “mania das limpezas”, quando levada ao extremo, pode ser um transtorno obsessivo compulsivo (TOC). Quando esta preocupação ocupa mais tempo na sua cabeça, deixando de ser uma coisa “saudável” e interferindo fortemente na sua rotina, pode vir a ser um transtorno psicológico (não só para si, mas para quem convive consigo diariamente).

A ansiedade parece ser a palavra de ordem deste problema. Situações como fazer festas ou jantares em casa são evitadas para não sujar e manter tudo extremamente limpo. Por outro lado, a preocupação excessiva de conferir, a todo o momento e ao pormenor, se a casa está limpa, ficando irritada quando algo não está como deseja, é também um sinal de que deve parar para pensar qual é afinal o lugar que isto ocupa na sua vida.

Na maioria dos casos, este “problema” causa atrito nas relações com a família. Isto acontece porque, ao querer sempre tudo limpo, vai implicar constantemente com quem vive consigo, ao ponto de lhe fazer confusão o outro sujar.

Em geral, este transtorno não é percetível para quem sofre dele, isto porque todas as suas ações são inconscientes. A pessoa deve, por isso, ser ajudada por um terapeuta ou psicólogo, para que assim consiga melhorar a sua qualidade de vida.

Ainda Sem Comentários

Deixe uma resposta

O teu endereço de email não será publicado.