Mitos das Dietas Mágicas

Já todas ouvimos falar de pequenos truques e magias que se dizem eficazes na perda rápida de peso. Desconfie, pois a Nutrição é uma ciência lógica, de causa-efeito, e o nosso corpo metaboliza e digere os alimentos como uma máquina com livro de instruções, por isso não há espaço para magias.

Vamos, então, desmistificar:

“Comer tarde engorda”.

O tipo de comida que escolhe é que engorda, não o relógio.

O corpo processa as calorias da mesma forma durante todo o dia. No entanto, os alimentos que as pessoas tendem a escolher à noite, principalmente depois do jantar à frente da televisão, são os alimentos chamados reconfortantes – chocolate, biscoitos, bolachas, gelados – que normalmente são ricos em gordura e/ou açúcar e calorias. Além disso, muitas pessoas comem continuamente até à hora de se irem deitar, fazendo com que não haja gasto nenhum do que acabaram de ingerir. Estes são os comportamentos que contribuem para o aumento de peso. Evite os períodos pós-jantar à frente da televisão, vá fazer uma caminhada ou ler um livro.

 “Devemos consumir o mínimo de calorias para atingir o nosso objetivo de peso mais rapidamente”.

Apenas precisam de diminuir 25% das calorias totais que estavam a ingerir, para diminuir o peso de forma eficiente. Fazer uma redução mais drástica só dificultará a perda de peso. As dietas restritivas, com muito poucas calorias, estão na base das dietas Ioiô. Em termos práticos o que acontece é o seguinte: comer menos que 800-1000 calorias por dia faz com que o corpo reduza o seu termostato para conservar todas as calorias possíveis. O metabolismo não sabe se você vai passar fome porque está numa ilha deserta sem comida ou se está a passar fome para entrar num biquíni ou numas jeans que adora. Assim, reage sempre como se fosse uma situação de catástrofe e para além de gastar menos calorias ainda armazena mais na refeição seguinte. Assim, há que evitar a sensação de fome, ter um plano alimentar com menos 25% das calorias, com as porções adequadas de fibras, vitaminas e minerais, para que o metabolismo seja eficiente e ajude a gastar calorias. E, claro, devemos também juntar algum exercício físico para manter a massa muscular e assim estimular também o metabolismo.

“Produtos Light podemos comer à vontade que não engordam”

Ser light não quer dizer que não tenha calorias! Por definição, que vem descrita em legislação, produtos light são os alimentos dos quais um dos nutrientes foi reduzido em pelo menos 30% em comparação com o produto que lhe deu origem. Normalmente é reduzido o teor de gordura ou açúcar. Mas, para além disso, quando é diminuido o teor de um dos nutrientes referidos é compensado com o aumento de outro nutriente, por uma questão de sabor, textura, aroma. Por exemplo, os chocolates light têm menos açúcar mas têm mais gordura que o chocolate original. Por isso, tenham cuidado! Por vezes é melhor escolherem um dia da semana para comer uma porção pequena do doce que tanto desejam, em vez de comerem produtos light várias vezes à semana que no vosso imaginário vos transmite a falsa sensação de liberdade.

“A melhor forma de perder peso é fechando a boca”

Algumas pessoas fazem jejum por alguns dias e dizem que assim têm um emagrecimento rápido e que o estômago diminui de volume. Na realidade existe alguma perda de peso na balança, mas só enquanto mantiverem a boca fechada, que não será muito tempo… Na realidade, o que acontece é que a perda de algum peso dá-se à custa da perda maioritaria de músculo e água. Com a perda de água o volume corporal diminui e por isso as pessoas sentem-se melhor com o seu corpo. Mas para que o peso e o volume se mantenham é necessário que haja perda de gordura e manutenção do músculo. Porquê que é tão importante manter o músculo? Porque será este que gastará mais energia diariamente e queimará a gordura. Quanto menos músculo tiver menor será o seu metabolismo, ou seja, gastará menos calorias diariamente e, consequentemente, será mais dificil manter o peso. Assim, é essencial evitar períodos de jejum prolongado, fazendo no mínimo 5 refeições diárias e incluindo alimentos ricos em proteína, nas quantidades necessárias para o seu peso, altura, idade e exercício. As melhores fontes de proteína para a perda de peso são carnes magras, ovos, peixe, leite ou iogurte magro e leguminosas (ervilhas, feijão, grão, lentilhas, soja, favas).

Algumas pessoas ainda acreditam que o jejum limpa o seu corpo das toxinas. Mas, na realidade, é o contrário. Quando o corpo não recebe alimento durante um período prolongado (jejum prolongado), substâncias quimicas chamadas corpos cetónicos são produzidas em maior quantidade. Estas quando em grande concentração podem prejudicar a sua saúde. A melhor maneira de eliminar as toxinas do seu corpo é bebendo 2 litros de água por dia!

Ainda Sem Comentários

Comentários fechados