O Mundo a Meus Pés

Não falta muito para o fim do verão – qual época predileta daquelas a quem as temperaturas mais elevadas agradam sobremaneira. Porém, ainda não chegou o momento de vestir os casacos, nem tão pouco de calçar as botas: esconder os pés está a anos-luz de ser possível. Primeiro, porque o calor não nos permite; segundo, porque o que queremos é mostrá-los ao mundo.

No fundo, existem cuidados especiais a ter com esta zona do nosso corpo (não só na estação quente, mas ao longo de todo o ano!). Descansar os pés é imperativo: já pararam para pensar na quantidade de tempo em que os “maltratamos”? O dia chega ao fim, mas a dor nos pés não… Ainda assim não lhes damos folga – continuamos a descurar a real importância que estes detêm nas nossas vidas.

Por estes motivos, elaborámos algumas dicas essenciais para honrar quem nos leva a todo o lado:

– Sempre que possível coloque as pernas ao alto (Sim!). Deite-se na cama com as pernas encostadas à parede e deixe o sangue circular de forma inversa durante 10 minutos. Depois, volte à posição normal e descanse. Se todos os dias seguir este ritual antes de ir dormir, as melhorias na circulação serão visíveis, bem como nas pernas inchadas (evitando varizes e derrames);

– Nos dias em que os “pés” gritam de dor por causa dos sapatos, coloque água quente na banheira e, sentada, mergulhe-os. De seguida, coloque sal grosso e deixe repousar por 10 minutos. O sal, aliado à água quente, irá transmitir uma sensação de bem-estar e aliviará as dores. (Falamos de algo que resulta sempre que sair à noite e dançar em cima de saltos altos – na hora do regresso a casa é remédio santo).

– No inverno, ao deitar (e depois do passo anterior) use um creme hidratante e bem gorduroso para passar pelos pés, calce umas meias e durma assim a noite toda. No dia seguinte, os seus pés parecerão outros;

– Na praia, coloque protetor solar também nos pés, para evitar escaldões e também para evitar que a pele fique ressequida;

– Depois do banho é importante secar bem os pés, já que a humidade pode causar micoses e fungos, especialmente no inverno.

A lição fundamental é apenas uma: dar aos nossos pés a atenção que lhes é devida, e que o corre-corre citadino tanto tenta impedir.

 

Ainda Sem Comentários

Comentários fechados