I’VE GOT YOU UNDER MY SKIN

Mostrar demasiada pele é vulgaridade. Saber que área de pele mostrar é elegância.

Há uma linha que separa a tendência da usabilidade. Essa linha é o bom senso. É preciso conhecer o nosso corpo e ter o discernimento de entender que nem todas as pseudo-sugestões estilísticas são para ser seguidas. Os crop tops fazem parte desta categoria.

Mas quando são emparelhados com uma saia de cintura subida, o caso muda de figura. O excerto de corpo que é exibido é meticulosamente calculado entre o fim do top e o início da saia, e pode ser conjugado consoante a silhueta em causa. Não é difícil de usar; pode muito bem ser sóbrio mas conter a injeção de jovialidade e diversão sem as quais o gosto por vestir bem não faria sentido. É uma questão de jogo – daqueles em que ninguém sai vencido.

No Comments Yet

Comments are closed