Como Não Assassinar Saladas em 5 Segundos

No Verão, apetece saladas. Vêm cheias de cor e a transbordar saúde! Se nos dão a opção de salada ou de legumes cozidos, a maioria das pessoas prefere a primeira. É fresca, crocante, tem mais água e talvez nos faça pensar que estamos a cuidar mais da nossa linha…

Mas atenção, para não assassinar a salada com os molhos!

Quais as estratégias? Fora de casa, claramente é essencial pedir o molho à parte. Seja ele qual for. Já lhe aconteceu, com certeza, pedir uma salada e vir a pingar azeite… ou com uma camada de molho cocktail em cima. Isso é, claramente, o assassinato da salada.

Quando vem o molho à parte, a sua dose deve ser, no máximo, uma colher de sopa de molho. Os melhores molhos a escolher serão sempre o vinagrete, ou então, o azeite e o vinagre.

O molho de iogurte pode ser uma surpresa… pode vir com natas ou iogurte grego e provavelmente virá com óleo ou azeite de pouca qualidade. Se gosta mesmo de molho de iogurte, faça-o em sua casa.

Para quem gosta de preparar saladas em casa, os molhos ideais (e que até ajudam na absorção dos nutrientes) são: pesto, molho de iogurte, molho tzatziki e vinagrete na proporção 1/3.

Há um truque para dar mais sabor ao clássico molho de azeite/vinagre sem juntar grandes calorias: chama-se mostarda. Uma colher de café é o suficiente para dar cremosidade e sabor e tem muito poucas calorias.

Se quiser, pode fazer um molho e guardar numa garrafa de vidro. Assim, tem o molho sempre preparado para a sua salada. Se for com azeite, vinagre, mostarda, sal e especiarias, irá certamente durar mais de dois meses.

E, para terminar, antes de começar a idealizar a sua próxima salada, deixamos-lhe aqui uma dica muito importante de como ter sabor mas não tantas calorias: coloque sempre metade do molho na saladeira vazia, só depois coloque a salada e o restante molho e envolva. Isto porque assim acaba por temperar todas as folhas da salada e colocar menos molho. É o ideal.

Boas saladas!

Ainda Sem Comentários

Comentários fechados